CVI: O que é o Certificado Veterinário Internacional com passo a passo para emissão

Todo mundo que vai embarcar um animal para o exterior já ouviu falar em CVI ou CZI. Mas afinal, o que é o CVI? O Certificado Veterinário Internacional (CVI) ou também chamado Certificado Zoossanitário Internacional (CZI) funciona como se fosse o passaporte do animal. Este certificado é emitido sempre pelo país de origem.

No Brasil, o Ministério Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o MAPA, é o responsável em emitir e assinar este documento. O Certificado Veterinário Internacional atesta que foram cumpridos todos os requisitos sanitários e autoriza seu animal a embarcar em uma aeronave.

Como é o CVI?

O CVI ou Certificado Veterinário Internacional é um documento internacional que chancela a viagem de um animal de um país para o outro. Ele é emitido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e é ali que o fiscal encontra os dados pessoais e endereços de quem está enviando o animal e de quem vai receber o pet no país de destino.

A identificação de raça, a idade, cor e data de nascimento do cachorro ou gato também são descritas nas páginas do CVI. O certificado de microchipagem segue anexado ao documento, bem como a carteira de vacinação atualizada, assinada pelo médico veterinário responsável pelo animal.

No caso de cachorros é exigido ainda o exame de sorologia que será integrado ao CVI. A validade do CZI varia conforme o país de destino.

O que é chancela CVI?

O CVI ou CZI é chancelado, aprovado, pelo órgão responsável em emiti-lo no país de origem. No Brasil, o fiscal do MAPA é quem vai conferir todas as informações do pet e tutores envolvidos no transporte (origem e destino).

Se o animal vai para os Estados Unidos e para alguns países da União Europeia a autenticação do documento é feita digitalmente pelo Ministério da Agricultura e Pecuária.

Para determinados países como Canadá, México, Reino Unido, Alemanha , Suécia, Holanda e Itália, por exemplo, o documento é alimentado digitalmente, mas é preciso ter a validação pessoal de um responsável pelo embarque, ou seja, alguém precisa estar com o fiscal enquanto ele chancela o CVI na tela no computador.

E há outros processos, conforme a destinação do animal, que o MAPA exige a documentação digital e só faz a liberação quando o responsável leva presencialmente para o fiscal, os documentos originais. Isso é corriqueiro em embarques para os Emirados Árabes, Israel ou Hong Kong.

Como tirar o CVI/CZI – Certificado Zoosanitário Internacional?

O Certificado Veterinário Internacional ou Certificado Zoossanitário Internacional pode ser feito por qualquer pessoa que tenha uma conta na plataforma do governo federal (gov.br)

Os dados inseridos ali têm que ser preenchidos de forma correta e bater com todas as outras documentações exigidas ao longo do processo de viagem do seu animal.

O formulário exige informações dos tutores, nos países de origem e destino, e todas as informações e descrições do pet. Em seguida, o sistema do CVI emite um atestado de saúde com um número de protocolo que deve ser preenchido e assinado por um médico veterinário.

Assim que o profissional concluir que o animal está apto, em bom estado de saúde para viajar, esse atestado volta a ser anexado ao CVI, junto ao atestado de microchipagem e carteira de vacinação atualizada.

A validade do CZI varia conforme o país de destino. Ao preencher e anexar documentos ao Certificado, não pode haver rasuras, as datas devem estar bem legíveis, assim como o CRMV do médico veterinário.

A nossa empresa oferece o serviço para fazer a análise da documentação sanitária para que não haja divergências nos processos no momento em que você insere os dados, bem como, podemos nos responsabilizar pela emissão do Certificado Veterinário Internacional para a viagem do seu pet.

Quando posso emitir o CVI?

A data para emissão do CVI deve ser decidida depois que você já fez reservas, afinal ele representa a última etapa do processo documental e sanitário para a viagem do animal.

O prazo máximo para você entrar com o pedido do CVI no MAPA varia conforme o país de destino, mas em média tem que ser feito de 10 a 3 dias antes do embarque.

O Certificado Veterinário Internacional tem validade curta, varia de país para país, e conforme a espécie. Por exemplo, para levar um gato para os Estados Unidos o CVI tem validade de 10 dias e para cachorros de 5 dias.

Quanto custa emitir o CVI?

O CVI é emitido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de forma gratuita se você o fizer. Mas atenção, como ele é a última etapa antes do embarque e tem curta validade, se você não conseguir preenchê-lo corretamente, corre o risco de perder o embarque. A nossa equipe presta esta assessoria completa para você.

Quanto tempo demora para sair o CVI?

O tempo de demora para emissão do CVI ou CZI vai depender da demanda dos fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Pode levar algumas horas, bem como dias.

Em média, depois que você dá entrada no sistema, devolve o atestado médico gerado por eles com um número de protocolo assinado pelo médico veterinário de sua confiança, eles analisam tudo em até 72 horas.

Mas se você precisar fazer qualquer alteração indicada pelo fiscal, o que eles chamam de termo de ocorrência, o prazo inicia-se do zero.

Quantos dias vale o CVI?

Para saber quantos dias vale o CVI precisamos sempre estar atentos às regras de cada país e sobre qual espécie animal estamos falando.

A União Europeia considera válido o CVI por 10 dias a contar da emissão. O Canadá tem o mesmo prazo. Já os Estados Unidos consideram a validade de 5 dias para cachorros e de 10 dias para gato.

Uma observação importante é nos casos de países que exigem tratamento parasitário, o que é muito comum em cães. É colocado um prazo para que este tratamento seja feito, por exemplo, em até 24 horas antes da entrada do animal. Portanto, o CVI tem que acompanhar essas diretrizes.

Quem emite o CVI?

A emissão do Certificado Veterinário Internacional ou Certificado Zoossanitário Internacional é de responsabilidade de um órgão do governo do país de origem.

Aqui no Brasil, o órgão que emite e fiscaliza o CVI é o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Quem preenche o CVI?

Você mesmo pode fazer a emissão do CVI, desde que tenha uma conta na plataforma do governo federal (gov.br). Ou você contrata os nossos serviços e fazemos tudo para você.

Como tirar o CVI online?

Como já foi explicado, o primeiro passo é você ter uma conta na plataforma do governo federal (gov.br). Ali, o software pede os dados e documentações pessoais dos tutores e do pet.

O que é necessário para emitir o CVI?

Para que você possa emitir o CVI, o documento que atesta que foram cumpridos todos os requisitos sanitários e autoriza a viagem internacional do seu animal, você precisará ter em mãos:

  • Organizar toda a documentação exigida pelo país de origem,
  • Exame de sorologia,
  • Carteira de vacinação atualizada,
  • Certificado de microchip,
  • Licença de importação,
  • Médico Veterinário de prontidão para assinar o atestado de saúde com o número do número de protocolo que é gerado assim que você começa a preencher o CVI.

Como emitir o CVI para os EUA?

Para emitir o CVI para os Estados Unidos tudo é feito digitalmente.

Pela conta gov br acessamos o MAPA e alimentamos a documentação conforme o programa pede. Para a viagem para os Estados Unidos o CVI ou CZI, tem validade de 5 dias para cachorros e de 10 dias para gatos.

Como emitir o CVI para Portugal?

Se a viagem do seu cachorro ou gato for para Portugal, o processo também é totalmente digital para a emissão do CVI. É preciso apresentar  a documentação conforme o programa exige. Para viagem de pets para Portugal o CVI tem validade de 10 dias.

Como emitir o CVI para o Canadá?

O preenchimento das guias do CVI para um animal que vai para o Canadá é feito digitalmente, assim como para os Estados Unidos ou Portugal.

Porém, na hora do fiscal atestar se está tudo correto, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento exige que os documentos originais sejam apresentados presencialmente. A validade do CVI para o Canadá é de 10 dias.

Qual órgão exige a emissão do CVI para viagem de animais?

A emissão do Certificado Veterinário Internacional (CVI) é uma exigência regulamentada por órgãos governamentais tanto no país de origem quanto no país de destino. No Brasil, o órgão responsável pela emissão e fiscalização do CVI é o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Este certificado é fundamental para garantir que todos os requisitos sanitários sejam cumpridos e que o animal esteja apto a viajar internacionalmente.

No Brasil: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

O MAPA é o órgão governamental que supervisiona a emissão do CVI no Brasil. Ele garante que todos os animais que viajam para fora do país estejam em conformidade com as exigências sanitárias internacionais. O processo envolve a verificação de documentos, como a carteira de vacinação atualizada, atestados de saúde emitidos por veterinários, e, em alguns casos, exames específicos como o de sorologia para raiva.

No país de destino

Cada país tem suas próprias exigências e regulamentações quanto à entrada de animais. Por isso, é essencial verificar as regras específicas do país para onde você está viajando. Alguns países podem exigir documentação adicional, quarentenas ou tratamentos específicos. 

Os principais órgãos que geralmente exigem a emissão do CVI são as agências de saúde animal ou departamentos de agricultura do país de destino.

  • Estados Unidos — o órgão responsável por verificar o CVI é o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) em conjunto com o U.S. Department of Agriculture (USDA);
  • União Europeia — a verificação é feita pelas autoridades veterinárias do país de entrada, conforme regulamentado pela European Food Safety Authority (EFSA);
  • Canadá — a Canadian Food Inspection Agency (CFIA) é responsável por checar o CVI na entrada do país;
  • Outros Países — países como Japão, Austrália e Emirados Árabes Unidos têm seus próprios órgãos de fiscalização sanitária que exigem e verificam o CVI para permitir a entrada de animais.

A conformidade com essas regulamentações é essencial para evitar problemas na chegada ao país de destino. Não ter o CVI ou apresentá-lo com informações incorretas pode resultar na quarentena do animal, multas, ou até mesmo a recusa de entrada no país. 

Por isso, é crucial seguir todas as orientações fornecidas pelo MAPA e pelas autoridades do país de destino para garantir uma viagem tranquila e segura para o seu animal de estimação.

Dica mais importante sobre como emitir o CVI

A dica mais importante sobre como emitir o CVI é você estar atento aos prazos exigidos pelo país de destino.

Além disso, algumas orientações são imprescindíveis para você emitir o CVI e garantir que o seu animal embarque com segurança e tranquilidade em uma viagem internacional:

  • O pet deve estar em bom estado de saúde,
  • Carteira de vacinação atualizada,
  • Documentação exigida pelo país de destino sem rasuras,
  • Atender aos prazos dos requisitos sanitários exigidos,
  • Certificado de Microchipagem,
  • Quarentena, quando exigida,
  • Exame de sorologia (principalmente para cães),
  • Solicitar o CVI ou CZI no prazo estipulado por cada país.

Procure a nossa equipe. Realizamos todas as etapas para a emissão do CVI. Você fica tranquilo e o seu pet embarca com segurança.

[/vc_column_text]

[/vc_column][/vc_row]