Como levar pet para Europa?

Como levar pet para Europa?

Levar seu animal de estimação em uma viagem para a Europa pode ser um sonho, mas também um desafio logístico. Seja por motivos de mudança permanente ou férias prolongadas, o processo requer um planejamento meticuloso, atenção aos regulamentos e cuidados especiais para garantir o bem-estar do seu companheiro durante toda a jornada. Mas, afinal, como levar pet para Europa?

Neste guia, compreenda todos os aspectos fundamentais e requisitos necessários para levar seu pet para a Europa, garantindo uma viagem segura e tranquila para você e seu companheiro.

Como levar pet para Europa?

Para levar seu pet para a Europa, é crucial entender a importância de escolher o meio de transporte adequado. Nem todas as opções oferecem as condições ideais para garantir o conforto e a segurança do seu animal durante a viagem.

Optar pelo transporte de animais como carga viva é o ideal, pois esse serviço é especializado, oferece ambientes climatizados e separados das demais cargas e bagagens. Ao contrário do transporte como excesso de bagagem, que carece desse cuidado específico, a opção de carga viva é regularizada e própria para o transporte de animais, assegurando um tratamento mais atencioso e menos estressante para os pets.

É fundamental ressaltar que, ao escolher o transporte como carga viva, há uma considerável diferença em relação à liberação aduaneira. Enquanto o transporte de animais como excesso de bagagem pode enfrentar questões relacionadas à alfândega e a possíveis restrições, a carga viva é manuseada de forma mais cuidadosa e tende a passar por procedimentos mais específicos e regulados, garantindo uma viagem segura e tranquila para os animais.

Nem todas as aeronaves possuem a capacidade para o transporte de carga viva. Esse tipo de transporte exige instalações e condições específicas para garantir o bem-estar dos animais durante a viagem. A escolha correta do meio de transporte é crucial para assegurar que seu pet tenha uma viagem confortável e livre de estresse excessivo ao ser levado para a Europa.

Cachorro

(Por Avião: Excesso de Bagagem ou Carga Viva)

Para transportar seu cachorro para a União Europeia, independentemente do método escolhido (excesso de bagagem ou carga viva), são necessários alguns requisitos fundamentais. Isso inclui:

  • vacinação contra a raiva,
  • exame de sorologia,
  • identificação por meio de um microchip.

Além disso, é importante considerar que alguns países podem solicitar tratamento parasitário e impor restrições a raças consideradas perigosas, como Rottweilers ou Filas.

Gato

(Por Avião: Excesso de Bagagem ou Carga Viva)

Para levar um gato para a União Europeia, seja por excesso de bagagem ou carga viva, são requeridos elementos semelhantes, como vacinação contra a raiva, exame de sorologia e identificação por microchip.

No entanto, principalmente no caso dos gatos, é crucial notar que o transporte de carga viva é altamente recomendado para garantir o bem-estar do felino durante a viagem.

Aves

(Por Avião: Como Carga Viva)

O transporte de aves é bastante sensível e requer atenção especial. Geralmente, é necessária a identificação por meio de anilha ou microchip, testes de gripe aviária e, em alguns países, podem haver exigências adicionais. A necessidade de quarentena pode variar de acordo com o país de destino.

Roedores

(Por Avião: Como Carga Viva)

O transporte de roedores é mais tranquilo em comparação com outros animais. Geralmente, não são necessários requisitos específicos, porém, alguns países podem solicitar documentação ou medidas adicionais para a entrada desses animais.

Outras espécies

Outras espécies de animais não mencionadas anteriormente, como répteis, peixes, ou outros mamíferos menos comuns, geralmente seguem princípios similares em relação aos requisitos para o transporte para a Europa. No entanto, os detalhes específicos podem variar de acordo com a espécie do animal e as regulamentações do país de destino.

Para assegurar o transporte adequado e dentro das normas legais, é essencial consultar as autoridades do país para onde você pretende levar o animal, bem como verificar as exigências específicas para a espécie em questão. Cada país pode ter regulamentos distintos que devem ser seguidos rigorosamente, garantindo a entrada segura e legal do seu animal de estimação.

Consultar um veterinário especializado em animais exóticos ou um profissional com experiência em transporte internacional de animais pode fornecer orientações precisas e detalhadas sobre os procedimentos necessários para a viagem do seu animal de estimação não convencional para a Europa. Siga sempre as orientações e regulamentos para garantir uma viagem tranquila e sem problemas para o seu pet.

Quanto tempo demora para levar seu pet para a Europa?

O tempo necessário para levar seu pet para a Europa pode variar significativamente, principalmente devido aos processos de documentação e regulamentações específicas para cada espécie animal.

Para cães e gatos, em média, a preparação documental pode levar cerca de 4 meses, enquanto para outras espécies, como aves, roedores ou répteis, esse período pode ser reduzido, ficando em média de 2 a 3 meses. Isso se deve à necessidade de solicitar documentação junto a órgãos como o IBAMA e o Ministério da Agricultura, o que também pode levar tempo adicional para ser processado.

Já o tempo de voo direto do Brasil para um país europeu, como a Alemanha, normalmente varia entre 14 a 16 horas, dependendo do destino e das escalas envolvidas. É importante ressaltar que, geralmente, os proprietários conseguem pegar o animal no destino final, porém, em situações excepcionais em que isso não é viável, parceiros especializados podem atuar como despachantes para retirar o animal e garantir a conclusão do processo.

O tempo total para transportar seu animal de estimação para a Europa inclui, portanto, não apenas a duração do voo, mas também o período necessário para a preparação documental e eventuais procedimentos adicionais. É essencial planejar com antecedência e seguir todos os passos necessários para garantir uma viagem segura e sem complicações para o seu pet.

Quanto custa o processo para levar seu pet para a Europa?

O custo para levar seu pet para a Europa pode variar significativamente dependendo de vários fatores, incluindo:

  • o tamanho do animal,
  • a companhia de transporte escolhida
  • a rota específica,
  • requisitos documentais,
  • taxas de licenciamento,
  • outros encargos associados.

Em geral, o processo para transportar cães de raças pequenas ou gatos pode custar em torno de 2500 dólares, enquanto para cães de porte grande, o valor pode ser em torno de 3000 dólares. Para pássaros, aves e roedores, o custo estimado costuma ser em torno de 2500 dólares.

É melhor viajar com seu pet para a Europa na cabine ou no porão?

A decisão sobre viajar com seu pet para a Europa na cabine ou no porão depende de vários fatores, incluindo o tamanho do animal, as regulamentações da companhia aérea e suas preferências pessoais. Para animais maiores ou que excedem o limite de peso permitido na cabine, como cães de grande porte, o porão pode ser a única opção.

Entretanto, viajar como carga viva costuma ser a escolha mais adequada para todos, especialmente se a companhia de transporte oferece condições climatizadas e separadas das demais cargas, garantindo o conforto e segurança do animal durante a viagem.

Isso pode ser preferível, uma vez que o cuidado diferenciado dedicado ao transporte de carga viva oferece um ambiente muito mais apropriado para os animais em comparação a outras opções, como viajar na cabine ou no porão comum.

Como é a experiência de viajar com animais para a Europa?

Viajar com animais para a Europa pode ser desafiador, mas com o planejamento adequado e o cumprimento dos requisitos necessários, pode ser uma jornada tranquila para você e seu animal de estimação. O processo de viagem com animais para a Europa geralmente envolve várias etapas, que incluem a obtenção do CZI (Certificado Zoosanitário Internacional) e o cumprimento de regulamentações específicas para cada espécie.

Como emitir o CZI (certificado de saúde) para viajar com seu pet para a Europa?

Para emitir o certificado de saúde exigido para viajar com seu pet para a Europa, proprietários de cães e gatos geralmente precisam iniciar o processo no site do Ministério da Agricultura.

Dependendo do animal e do país de destino, pode ser necessário agendamento presencial para completar o processo. Para outras espécies, o procedimento pode ser conduzido por um setor diferente e pode envolver a necessidade de autorização do IBAMA.

O CZI é emitido após uma inspeção por um fiscal e um veterinário, que verifica as condições de saúde do animal e libera o documento, atestando que o pet não tem doenças e está em condições adequadas para viajar.

Contratar uma empresa especializada em transporte de animais pode simplificar significativamente o processo, pois essas empresas geralmente têm experiência e conhecimento detalhado sobre os procedimentos necessários, podendo orientar e auxiliar os donos de animais em todo o processo.

É essencial seguir rigorosamente os requisitos e prazos para garantir que todos os documentos e vacinas estejam em ordem, assegurando uma viagem tranquila e sem complicações para o seu animal de estimação durante o trajeto para a Europa.

Dica mais importante para levar pet para a europa 

A dica mais crucial ao levar seu pet para a Europa é contratar uma empresa especializada em transporte de animais. Essas empresas têm conhecimento detalhado dos requisitos, procedimentos e regulamentações necessárias para viagens internacionais com animais de estimação.

Ao contar com os serviços de uma empresa especializada, você terá orientação especializada e suporte ao longo de todo o processo, desde a preparação da documentação até o transporte propriamente dito.

Essas empresas dispõem de experiência para lidar com os trâmites burocráticos, facilitando o processo de obtenção do CZI (Certificado Zoosanitário Internacional) e outras autorizações requeridas. Além disso, possuem os recursos e conhecimentos necessários para garantir que seu animal viaje de maneira segura, confortável e de acordo com todas as normas estabelecidas.

Contratar uma empresa especializada reduz significativamente o estresse e a ansiedade, tanto para o dono quanto para o pet, proporcionando uma viagem mais tranquila e sem complicações. É a garantia de que todos os procedimentos estão sendo devidamente seguidos, assegurando o bem-estar do seu animal durante todo o processo de viagem para a Europa.